Olá e sê bem-vindo ao podcast PowerUp. O podcast de hoje tem por base uma pergunta que algumas pessoas em formações me têm feito ao longo destes anos que trabalho em gestão e consultoria e podes ler abaixo ou ouvir no vídeo acima.

É possível abrir um negócio próprio sem dinheiro ou com pouco dinheiro?

Começo já por dizer-te que sim. Mas se achas que é fácil, digo-te já que não. Nem dá para todos os tipos de negócio nem pessoas. Mas é possível! Vou partilhar 3 dicas contigo e vou mostrar-te como pode ser feito. Comecei a minha empresa com pouco dinheiro e muitos negócios podem começar assim. Mas, como vais perceber, pouco dinheiro é relativo. Vou tentar explicar-te melhor isso ao longo deste podcast.

Então vamos lá!

Como abrir um negócio próprio sem dinheiro ou com pouco dinheiro?

Primeiro, todos nós sabemos que o dinheiro é escasso. Todos queremos mais e acredito que nenhum de nós acha que tem muito dinheiro! Eu acho que não tenho pelo contrário. Quem tem pouco dinheiro diz que tem pouco dinheiro (e é verdade), quem tem algum diz que tem pouco, e quem tem muito ainda diz que tem pouco!! É uma verdade. Como é lógico, todos queremos ganhar dinheiro e ter mais, seja para o que for: comprares o teu carro de sonho, a casa de sonho, viajar mais ou, na perspetiva mais filantrópica, poderes ajudar quem te ajudou ou a sociedade.

Isto é o primeiro ponto a frisar. O pouco dinheiro é relativo para qualquer pessoa tendo em conta que para ti pouco dinheiro pode ser 500 euros enquanto que para o teu amigo pouco dinheiro pode ser 5.000 euros.

Seja qual for o teu conceito de pouco dinheiro, é preciso ganha-lo e se queremos ganhar dinheiro, temos só duas hipóteses: investir dinheiro (em algo que seja para rentabilizar como ações, aquisição de uma empresa, criptomoedas, etc) ou alocar tempo (que basicamente é trocar o teu tempo por dinheiro, sentimentos, troca de serviços, etc).

Todos nós fazemos diariamente este último. Exemplo: optas por sair com os teus amigos em vez de estudar, ajudas alguém conhecido em troca de satisfação pessoal e uma jantarada, trabalhas para alguém em troca de um salário, etc etc etc. O que estás a fazer? Literalmente a investir o teu tempo, o bem mais precioso do mundo para, em troca, seres remunerado seja com um valor monetário, seja um sentimento de satisfação pessoal, ou para fortalecimento de uma relação.

Estares a ouvir-me neste momento é também um investimento. Pode ser um mau investimento diria ?! Mas espero que não. Vou tentar que não seja! Já agora para me estares a ouvir calculo que estejas num dos 3 seguintes grupos:

1) és meu amigo e estás a ouvir-me porque me segues nas redes sociais ou segues o meu blog Diário de um Empreendedor!

2) estás fartinho de trabalhar para os outros e achas que o teu tempo está a ser mal remunerado ou

3) os 2 anteriores!

Acertei ou nem por isso? Depois faz-me chegar o teu feedback ?!

Voltando ao tema principal e em relação à pergunta “Como abrir um negócio próprio sem dinheiro ou com pouco dinheiro” é de facto possível mas, também, é importante perceberes que não é para todos nem tão pouco para qualquer atividade. Vou-te dar então 3 principais dicas que acredito serão fundamentais para o fazeres!

1. Se não tens muito dinheiro ou ainda não sentiste o clique derradeiro, continua a trabalhar em ti para ganhares mais skills, motivação e mais dinheiro.

Vou direto ao assunto: Todos nós temos sonhos mas nem todos os concretizamos.

Eu tenho imensos e sei que os vou alcançar (quase) todos! Mas, 3 anos depois, sei que os tenho que priorizar e ter paciência.

Se achas que ser empreendedor é fácil, esquece. É duríssimo! Isto desgasta-te imenso se deixares. Isto abala-te imenso se deixares. Isto enfurece-te imenso se tu deixares.

Aqui és tu que tens de ter o controlo. Se largares neste momento tudo para te lançar e não estiveres preparado/a, podes piorar a tua situação!

Eu fico maluco com a quantidade de conteúdo a dizer que vais ser rico, vais fazer acontecer, vais ser incrível se fores empreendedor. Podes ser tudo isso mas só uma Ínfima parte da população lá chega. Quem? Os que trabalham para isso 1000%, não desistem e têm a visão para lá chegar.

O sucesso só vem antes do trabalho no dicionário. É preciso dar no duro!

Por isso, se ainda não tens as skills necessárias e o dinheiro necessário, não pares de trabalhar nisso.

Eu tenho a minha empresa há pouco mais de 3 anos e comecei com um dos meus melhores amigos. Nenhum de nós tinha muito dinheiro. Eu queria ter a minha empresa desde o 3º ano da licenciatura.

O que fiz? Trabalhar para os outros para ganhar experiência e dinheiro até chegar a hora.

Pelo meio perdi todo o meu dinheiro dos 2 primeiros anos de salário em investimentos errados. Não desisti na mesma, segui sempre. Até que soube que estava na hora e tinha o dinheiro que precisava para começar.

“Oh Sérgio, mas qual é o momento certo para começar?” ou “Como sei que devo começar?”

Acredita que vais sentir isso e, se planeares bem essa fase, vais saber. Aconteceu comigo e com todos os que conheço. Mas se quiseres posso ajudar-te a perceber isso. Fala comigo pelas redes sociais e eu tento ajudar-te nesse sentido. Estando a trabalhar numa empresa para ganhares dinheiro, não impede que não estejas já a trabalhar no teu negócio! Durante o dia trabalhas para os outros, no final do dia trabalhas para ti.

Cansa? Se deixares… Se quiseres mesmo isso, não te cansa nada, pelo contrário! Dá-te mais força ainda para continuares. Trabalha em ti ininterruptamente: aprende tudo o que possas e que vais precisar como Gestão, Marketing, Psicologia, Comercial, Vendas, Negociação, Tecnologia, Finanças, etc. Aprende tudo sem exceção. Essa é a principal característica dos melhores e é meio caminho andado para teres sucesso. Tens é que saber esperar pela tua hora. Ela vai chegar.

2. Cria um Plano para a tua ideia, negócio e ti próprio.

Muita gente falha nesta fase do planeamento. Ter uma empresa, negócio ou mesmo na tua vida pessoal, é fundamental planeares para ter sucesso.

Tenho um vídeo no meu canal do Youtube onde falo de 7 livros para mudar a tua vida. Todos esses 7 livros são incríveis e, obivamente, existem muitos mais. Lê o livro do Simon Sinek o Start with a Why para perceber o quão fundamental será conheceres o Golden Circle do “What”, “How” e “Why” neste processo. Não vou ser spoiler. Vou deixar que leias para perceberes se tinha razão ou não. Acredita que te vai ajudar.

Em relação a isto o que é importante perceberes é que tens que planear. Como o Peter Drucker diz, falhar o planeamento é planear falhar. O que podes fazer aqui? Pesquisa o que os outros fazem, segue a concorrência, procura conhecer o mercado, ver que skills são mais importantes, como vais vender o teu produto/serviço, como o vais comunicar, quanto isso te vai custar, quantas recursos humanos vais ter de ter, etc.

Há uma ferramenta muito porreira para começares que é o Business Model Canvas! Antes de fazer um plano de negócios faz um Modelo de Negócios usando o modelo do Business Model Canvas. Rapidamente vais ter uma ideia geral do teu négocio futuro, vais conseguir pensar melhor e em mais coisas e ficarás com uma melhor estrutura mental (e no papel). Vale a pena.

Depois disso, claro, trabalha num plano de negócios.

A maior parte das pessoas pensa que o Plano de Negócios é só para financiamento. Pode ser para isso mas, sobretudo, serve para te conseguires orientar e teres um caminho a seguir!

Vê o plano de negócios como algo dinâmico que seja o teu guião.

Vais ter a tua missão, visão, objetivos, estudar a concorrência, ver a envolvente interna (pontos fortes e fracos) e a envolvente externa, ver os teus custos e receitas, quanto terás de investir, etc.

Planeamento a mais não existe. Planeamento NUNCA é demais. Vais estar melhor preparado.

No entanto é necessário obviamente agir. E muitas pessoas ficam-se pelo planeamento e não tomam ações.

A este nível e ainda neste ponto, não podes parar de aprender acredita. Tens de ter mesmo sede de conhecimento, seja na tua área, seja em áreas complementares.

Eu ainda não sou ninguém mas sei onde vou chegar. E a característica/skill que mais admiro em mim, e não está no meu ADN ou seja foi trabalhada e tu também a podes trabalhar, é esta vontade de aprender mais e mais e ser cada dia melhor. Esse é o segredo de todos os principais nomes ligados ao empreendedorismo.

No longo prazo se não parares e não desistires, vais chegar lá.

Pensa no Coronel Sanders, o fundador do KFC que tornou-se empresário depois de se reformar com mais de 65 anos.

Tem paciência, planeia e a tua hora vai chegar!

E por fim, mas não menos importante, a última dica de muitas que te podia dar.

3. O plano não vai nunca dar certo. Testa, corrige.

Como assim???! Então para que vou planear???!

Calma. O Plano nunca vai dar certo porque existem sempre falhas. Se não tivesses planeado uma base, não tinhas nenhum termo indicativo logo nunca saberias se tinhas errado muito, pouco ou simplesmente errado… Deves planear. Mas também deves perceber que o que pensas não vai acontecer a 100%.

Vou dar-te o meu exemplo. Eu e um dos meus melhores amigos começamos juntos a Macro Consulting com uma ideia. O mercado foi-nos batendo e ensinando. Tínhamos 2 pessoas adicionais a trabalhar connosco e deixamos de ter estrutura para todos. Tínhamos serviços que achamos que as micro empresas iam absorver como Business Intelligence adaptado (numa outra conversa explico-te bem isto) e não havia procura. Achamos que íamos fechar mais clientes e atingir mais pessoas e não conseguimos. Criamos várias formas de dinamização que no primeiro ano não funcionaram, etc etc etc.

Tínhamos planeado que isto poderia acontecer? Não obviamente. Mas tínhamos planeado um cenário pessimista? Sim (mas mais optimista do que o real! Então o que fomos fazendo? Adaptando-nos à realidade e dificuldades, implementando alterações. Hoje, alterações que fomos fazendo e implementando começaram a surtir efeito! As coisas vão-se alterando. Importa é não parar, não desistir, e pensar de forma inteligente.

Por exemplo, neste momento o tecido empresarial português está a passar por enormes dificuldades e, teoricamente, será para continuar.

Vejo isto como um problema para mim e para a Macro Consulting ou os meus outros projetos? De todo.

Será uma oportunidade única. Como nos estamos a adaptar?

1º Na Macro Consulting estamos a dar apoio gratuito a empresas e empresários para que estes consigam obter financiamento nesta altura. Paraa além de responsabilidade social da nossa parte, vamos criar impacto e, acoplado a isso, estamos a ter visibilidade.

2º estamos a apostar ainda mais no digital, nomeadamente com este tipo de conteúdos em podcast, vídeo e formações online que estamos a preparar. Quase ninguém sabe mas desde o primeiro ano que queríamos fazer isto, nomeadamente formação online e nunca o fizemos por falta de tempo. É aproveitar as fases! Quanta custa tudo isto? Algum tempo, pouco dinheiro e muito trabalho, esforço e “jogo de cintura”. Temos que nos adaptar e tens de ter cabeça fria nestas alturas e em todos em que a realidade for diferente do que tinhas no teu plano. Depois de teres essas informações, adapta-te. Corrige o plano. Adapta-o à realidade. E segue a partir daí. Testa, faz, corrige. Testa, faz, corrige. É o caminho.

Basicamente estas são as 3 principais dicas que tenho para te dar. Aproveita tudo o que existe neste momento disponível. Vivemos numa era da informação. Somos uns privilegiados. Os nossos pais e avós no passado se quisessem informação pagavam-na muito cara. Hoje temos tudo à distância de um clique. Ferramentas de marketing gratuitas, Youtube para devorar conteúdo, e-books e audiobooks, partilha de informação a qualquer momento, etc. Só não conseguimos se não nos esforçarmos.

Se tens a vontade dentro de ti de fazer acontecer, segue estas 3 dicas e vais ver que vais conseguir.

Vai dizendo coisas, faz-me chegar a tua opinião e questões que queiras fazer para eu conseguir ajudar. Relembro-te que se assim o entenderes, estarei disponível para seu teu mentor e dar dicas. Não sou melhor que ninguém nem sou nenhum guru nem intitulado por alguém nem auto-intitulado. Tenho alguma experiência e uma visão que, acredito, te trarão algum conhecimento por muito pequeno que seja.

Abraço para ti, obrigado por me ouvires/leres e até ao próximo episódio do Power Up.

O Diário de um Empreendedor é um blog de Empreendedorismo que te irá ajudar ao longo da tua caminhada empreendedora. Aqui poderás ler artigos sobre empreendedorismo, ver e ouvir vídeos e podcasts sobre Empreendedorismo, e muito outro conteúdo sobre Gestão, Liderança, Inovação e Motivação.

Através deste blog de Empreendedorismo, poderás desenvolver novas competências, fazer crescer a tua ideia, tirar as tuas dúvidas e obteres dicas para te tornares um/a empreendedor/a de sucesso. Conta connosco. Conta com o Diário de um Empreendedor.

Artigos Recomendados

2 Comments

  1. Bom dia,

    Queria desde já agradecer ao Diário de um Empreendedor pelo Podcast informativo.
    Estou neste momento a tentar ganhar conhecimento e tentar perceber qual a melhor estratégia para chegar onde quero e as dicas que recebi agora são muito boas incluindo os diversos materiais de estudo como o livro Simon Sinek o Start with a Why ou ferramentas como o Business Model Canvas.
    Acredito sempre que com trabalho ardúo serás recompensado.
    A minha maior dificuldade é entrar em acordo com a minha mulher porque supostamente vai ser um negocio de familia. A tendência é que negocios de familia nunca dão certo mas gosto de contrariar as probabilidades.
    Muito Obrigado pelos apoios e vou continuar a seguir os vossos pods.

    1. Olá Eduardo!
      É um excelente ponto para se começar e concordamos plenamente que quanto mais trabalhas, maior será a tua recompensa.

      Quanto ao negócio de família, tem tudo para dar certo se ambos procurarem se entender :)!
      Conselho de quem trabalha com a mulher e (quase) 4 anos depois, as coisas correm cada vez melhor.

      Abraço, boa sorte e qualquer dúvida que tenhas não hesites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *